• Poesia

A falta que ama

 

Publicado em 1968, A falta que ama aprofunda questões que sempre marcaram a obra poética de Carlos Drummond de Andrade: afetos, memória e observações sobre a realidade brasileira.
“Eternidade:/ os morituros te saúdam.”, escreve o mineiro em “Discurso”, poema que abre o volume. A um só tempo desencantada e sardônica, essa abordagem da finitude perpassa o livro inteiro, da forma mais drummondiana possível, com leveza e profundidade. 
Com posfácio de Marlene de Castro Correia, esta edição de A falta que ama conta com caderno de imagens e bibliografia recomendada para aqueles que quiserem mergulhar mais fundo na obra de um de nossos maiores poetas.

 

 

Título original: A FALTA QUE AMA
Capa: Raul Loureiro 
Claudia Warrak 
Páginas: 88
Formato: 13.70 x 21.00 cm
Peso: 0.139 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 28/04/2015
ISBN: 9788535925708
Selo: Companhia das Letras

Veja também
  • Prosa